terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Punção, o método macabro de produção de hormônios para indústria farmacêutica e pecuária.


Punção – retirada do sangue de animais vivos - 
o método macabro de produção de hormônios 
para indústria farmacêutica e pecuária.

Por favor assine e compartilhe a petição

Há pouco tempo atrás, tomei conhecimento sobre o chamado método de punção, enquanto fazia uma pesquisa sobre o queijo. Fiquei sabendo que o coalho usado na produção de queijos pode ser de origem vegetal e o é, em alguns países europeus. Porém para a ampla maioria da indústria, não bastasse toda a crueldade da indústria leiteira, os bezerros, que são para essa linha de “produção”, um descarte, tem retirado de sua vesícula, ainda vivos, um hormônio que é utilizado para a produção do coalho usado nos queijos, a quimosina.

Em outros casos, dependendo o propósito da fazenda, os bebês bezerros, antes mesmo do seu nascimento, ainda no ventre de suas mães vacas, tem introduzidas válvulas que sugam seu sangue a partir do coração para produção de hormônio para medicamentos, a maioria deles para controle hormonal em mulheres. Eis a chamada punção.

Confesso que não tive condições de escrever sobre esse tema, que ainda agora faço com dificuldade. Hoje, tendo chegado a mim a petição da Avazz sobre a extração de sangue de éguas prenhas vivas para obtenção de hormônio para produção de porcos, eu enfim, decidi que iria escrever. A desumanidade de nossa especie é algo que fere profundamente.

Quando alguns dizem: “eu prefiro não saber”, em parte concordo, seria bem menos doloroso, porém uma vez que a dor do outro dói em mim, por um sentimento de compaixão por tantas vidas inocentes que são brutalizadas e de maneira tão vil, violentadas, é preciso comunicar. Aliás, tenho me dedicado, particularmente, a esse papel, o de comunicadora, porque que creio que assim como eu não sabia e só recentemente tomei conhecimento de tamanhas bestialidades que não constam em nenhum rótulo, também outras pessoas, de bem, não sabem e não querem compactuar com esse atroz modelo de exploração e tortura de animais.

Já não bastasse o ato de matar ser desnecessário, tendo em vista que somos uma sociedade evoluída tecnologicamente e com uma Terra pródiga em alimentos vegetais, o fato de a indústria alimentar e também farmacêutica ter “coisificado” vidas animais a tal ponto. Extrair delas o maior potencial de recursos para, mais uma vez, interferir na natureza de seus corpos para que sirvam de alimento e medicamento?

Eu peço ao caro leitor, independente de sua condição, carnista ou não, avalie qual o valor de compactuar com esse ciclo de violência? Qual o real benefício poderá haver em uma alimentação manipulada por hormônios, antibióticos, do cruzamento da genética de bovinos com suínos, isso tudo atuando na fisiologia do corpo humano? Não é de surpreender o aumento e agravamento das doenças modernas, cardiovasculares, variados tipos de câncer, obesidade, que longe de ser uma questão estética, é fator de risco à saúde e pode desencadear outras doenças como o diabetes e a pressão alta.

Não há benefício algum, e nem poderia, porque como especie mais inteligente temos de ter a capacidade de discernir sobre o que é certo e errado e não agir apenas motivados pela ideia equivocada de que podemos tirar proveito de outras vidas, apenas pelo fato de serem animais não humanos. 

Observação: Fique atento! Não sejamos ingênuos de que tais práticas se restringem à União Europeia. Basta pesquisar para descobrir os segredos macabros que se escondem sob as paredes do confinamento em fazendas industriais e nos matadouros. Aqui, mesmo no Brasil, onde o cavalo é considerado animal de estimação, já foi divulgado o quanto está disseminada a venda de sua carne junto à produção de carne bovina e suína. Afinal, carne é carne. Deixe de consumir e não seja cúmplice da crueldade. Uma vez que você para de comprar, eles param de produzir.



Por favor assine e compartilhe a petição


Eis o texto original da Avazz

Aos membros do Parlamento, Comissão e Conselho Europeus:
"Pedimos que seja banida a importação para a Europa de quaisquer produtos obtidos por meio de técnicas consideradas cruéis e que causem sofrimento aos animais. Como líder mundial em bem-estar animal, a Europa deve aplicar os seus próprios padrões aos produtos que importa."

Mais informações:

Parece um filme de terror: centenas de éguas prenhas presas em máquinas de extração de sangue! Algumas ficam tão fracas que entram em colapso e morrem. Mas podemos acabar com isso agora. 

A tortura industrial de cavalos é impulsionada por empresas farmacêuticas européias – elas usam o hormônio do sangue para acelerar a reprodução de animais na pecuária industrializada. Embora a União Europeia diga estar considerando medidas, até agora nenhuma foi tomada. 

Nem mais uma égua precisa morrer! Os ministros se reúnem daqui a duas semanas: vamos sacudir a União Europeia com um milhão de assinaturas pela proibição do comércio abusivo de sangue de éguas prenhas. Assine a petição e compartilhe com todos!




Dizy Ayala

Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário