quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Matéria-prima vegetal vira tendência na indústria


Matéria-prima vegetal vira tendência na indústria.

Por Dizy Ayala

Com um número crescente de alternativas vegetais ao couro animal, a indústria tem se voltado cada vez mais para essa opção para a linha de produção. Além do vestuário e calçados, a linha de montagem, tem usado tecido vegetal nos revestimentos de bancos e assoalhos de carros e, mais recentemente, em aeronaves, como no caso da companhia Gol de aviação.

A Tesla foi a primeira a lançar um carro esportivo com todo revestimento feito de couro de fibras vegetais, seguindo seu princípio de aliar tecnologia junto ao propósito de utilizar apenas energia limpa. Este ano, também a icônica Ferrari, lançou seu primeiro modelo totalmente revestido por matéria-prima vegetal.

Esse material é totalmente ecológico e sustentável, com maior qualidade, resistência e flexibilidade. Ao contrário do couro de animais, que fomenta a pecuária, maior vetor de danos ambientais, responsável pela poluição do solo, rios, através das fezes e sangue, e também a atmosfera, pela emissão de dióxido de carbono. 

Quando o couro do animal segue para os curtumes, será submetido a mais de 40 diferentes químicos potentes e altamente poluentes do meio ambiente, para torná-lo viável para o uso e manejo. Mesmo o dito couro ecológico, apenas reduz o percentual de mercúrio e chumbo, ainda assim, terá a ação de todos os demais químicos, degradando a natureza.

Por essa razão, aliado ao crescente número de consumidores conscientes, a indústria, que em vários países já assumiu compromissos ambientais para redução de poluentes, tem interesse em atender a essa promissora clientela. Por sua vez, esta está engajada com um estilo de vida sócio-ambiental que defende a natureza e o direito à vida dos animais, sem exploração, nem mortes.

As matérias-primas para produção vão desde o conhecido látex, da seringueria, folhas de abacaxi, que produz um tecido maleável e resistente próprio para revestimentos e calçados, como também cogumelos, com aspecto muito similar ao couro animal, por sua característica carnuda e tons terrosos, amido de milho até saches de chá, com amplo uso no vestuário e acessórios como bolsas e carteiras.



Saiba mais sobre produtos e marcas de material sintético e vegetal nos links abaixo:

A revolução do couro vegetal e as grifes de ponta


Marcas de calçados e acessórios em material sintético

Campanha para renovar o guarda-roupa

Alguns sites que recomendo

Vegano Shoes
confira a resenha
http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2017/01/vegano-shoes-na-trilha-do-bom-gosto-e.html

Insecta Shoes



Dizy Ayala

Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com



Este e outros temas estão presentes na obra Uma Escolha pela Vida. 
Acesse o link e garanta já o seu exemplar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário