sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Escândalo sobre contaminação de ovos atinge 17 países da Europa.



Escândalo sobre contaminação de ovos atinge 17 países da Europa.

O alerta sobre a contaminação de ovos em quinze países da União Europeia (EU), Suíça e Hong Kong foi feito hoje, pela Comissão Europeia, através do porta-voz do Executivo, e divulgado pela agência de notícias AFP.

Os países da EU atingidos, segundo o anúncio, são: Bélgica, Holanda, Alemanha, França, Suécia, Reino Unido, Áustria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Polônia, Romênia, Eslováquia, Eslovênia e Dinamarca.

A crise foi provocada pelo uso de fipronil nas granjas – um pesticida usado no controle de piolhos, pulgas e carraptos em cães e gatos – , mas que é proibido para aves.

A Organização Mundial de Saúde o considera “moderadamente perigoso” e se ingerido através de produto contaminado pode causar náuseas, dores de cabeça e estômago. Há risco de infecção nos rins, fígado e tireóide.

Segundo El País, o pesticida foi supostamente importado da Romênia pela empresa belga Poultry-Vision e misturado a outros inseticidas legais para melhorar seus efeitos. A empresa holandesa Chickfriend teria desinfetado as aves com o composto. Em virtude disso, o consumo de ovos foi desaconselhado, pois o Serviço de Segurança Alimentar havia encontrado fipronil em diversas concentrações, algumas delas muito altas, em 28 amostras. Qualificou os ovos como nocivos para as crianças e o alarme nacional foi dado.

Diante da descoberta, cerca de 300 mil galinhas contaminadas já foram abatidas e os criadores holandeses cogitam sacrificar mais de um milhão de aves.


Os ovos suspeitos foram retirados de lojas e supermercados, mas há risco de contaminação em produtos com esse ingrediente, como doces, molhos, saladas e alimentos infantis. Agentes da vigilância sanitária em um trabalho exaustivo pretendem elaborar uma lista desses produtos.

Ainda segundo a publicação, de acordo com os dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o ativo é autorizado para uso inseticida, formicida e cupinicida especialmente para aplicação no solo no cultivo de batatas, cana-de-açúcar e milho. Além da aplicação nas folhas das culturas de algodão, arroz, eucalipto e soja, dentre outros.

Em junho de 2012, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), fez um comunicado restringindo a pulverização aérea de fipronil, bem como os agrotóxicos: imidacloprido, tiametoxam e clotianidina, no controle parasitário agrícola, pois essas substâncias seriam nocivas, também, às abelhas.



Dizy Ayala

Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com




                                     Adquira seu exemplar da obra Uma Escolha pela Vida 
e faça você também um consumo consciente 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e às outras espécies que o dividem conosco.

Informações no link

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Paul McCartney proíbe a venda de produtos de origem animal em seus shows


Paul McCartney proíbe a venda de produtos de origem animal 
em seus shows.

O cantor e ativista fez essa exigência durante sua atual turnê One on One Tour.

A turnê teve início em abril de 2016 com passagens pela Argentina e por Tóquio. No momento, Paul McCartney tem 15 shows agendados nos Estados Unidos desde 05 de julho até 1º de outubro, mês em que chega ao Brasil.

Paul volta a se apresentar em Porto Alegre no próximo dia 13 de outubro.

E no dia 24, em Medellin, na Colômbia A imprensa local se surpreendeu com a exigência feita pelo artista.

Por meio de um comunicado oficial aos organizadores do show, Paul McCartney solicitou que não seja vendido, durante a sua apresentação, nenhum produto de origem animal. A exemplo do que fez o cantor Morrisey, ex The Smiths, em sua última turnê.

De acordo com a revista Noisey, a exigência do artista vale para todos os países que visitará durante sua turnê.

O cantor inglês Paul McCartney. ex Beatle, de 75 anos, é vegetariano desde os anos 60 e ativista pelos direitos dos animais.





Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com




Adquira seu exemplar da obra Uma Escolha pela Vida
e faça você também um consumo consciente 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e as outras espécies que o dividem conosco.