sábado, 21 de abril de 2018

De canudos a pratos descartáveis, Reino Unido determina o fim da produção de artigos de plástico para defender oceanos e vida marinha da poluição.

De canudos a pratos descartáveis, Reino Unido determina o fim da produção de artigos de plástico
para defender oceanos e vida marinha da poluição.

 

Por Dizy Ayala

A resolução vem somar forças a um movimento global para reverter a catástrofe ambiental ocorrida nos rios e oceanos, infestados de plástico por todo o mundo. Afora a alteração química da água e de sua oxigenação, o plástico descartado está a matar inúmeras espécies animais marinhas e aves, que o confundem com alimento e são sufocadas por ele, inclusive com elementos menores, como canudos e cotonetes, que adentram nas narinas, olhos e ouvidos dos animais.

A meta é acabar com a produção de artigos descartáveis até 2019 e banir completamente o uso desnecessário do plástico nos próximos 25 anos.  A medida está em curso junto à recente resolução do fim da produção de glitter e afins, com as chamadas micropartículas de plástico, um problema gravíssimo, pois nenhuma barra de contenção é capaz de recolher esse lixo descartável. Tal iniciativa partiu de escolas britânicas na substituição desses materiais amplamente usados em trabalhos infantis.

A determinação inclui os cosméticos. A mundialmente conhecida Lush é uma das marcas que substituiu a composição do glitter na maquiagem por partículas de origem vegetal. Saiba mais em Glitter vegano? Confira a receita e evite o perigo das micropartículas para os oceanos e animais marinhos. http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2018/02/glitter-vegano-confira-receita-e-evite.html

Em outubro de 2017, o Chile pronunciou sua meta de banir plásticos descartáveis (copos, canudos, talheres e embalagens delivery) até 2021. Na sequência ao pronunciamento do Reino Unido, também a União Europeia se manifestou quanto ao plano de ‘limpar’ o continente dessa ‘praga’ até 2030, permitindo apenas o consumo de plásticos reutilizáveis ou recicláveis. Para alcançar essa meta, a EU irá fazer investimentos de cerca de 350 milhões de euros em pesquisas, no sentido de promover uma mudança de comportamento radical na produção e na coleta de plásticos. 

Anualmente, os europeus descartam 25 milhões de toneladas de resíduos plásticos, dos quais menos de 30% é coletado para reciclagemUm completo absurdo tendo em vista que artigos de plástico “são produzidos em cinco segundos, utilizados por cinco minutos e levam 500 anos para se degradar”, como declarou Frans Timmermans, primeiro vice-presidente da Comissão Europeia. A adição de microplásticos em comésticos e produtos de higiene pessoal também será proibida, como já aconteceu no Reino Unido.

“É somente através da ação conjunta de governos, empresas e sociedade que conseguiremos proteger o meio ambiente para as futuras gerações”, disse Michael Gove, ministro do meio ambiente britânico, em entrevista ao jornal The Guardian.

Uma consulta pública será aberta, nos próximos meses na Inglaterra, para que a população decida sobre a proibição da venda de cotonetescanudos e plásticos de um só, como colheres de café, talheres e embalagens. A proposta é substituir o plástico na composição desses utensílios por papel e outros elementos biodegradáveis.

Outras medidas que estão sendo analisadas pelo governo britânico são a cobrança por copos de bebidas em cafés, em lojas como Starbucks, por exemplo, já que a grande maioria deles não é reciclável, e a instalação de máquinas de devolução de garrafas e latas de alumínios nos supermercados.

Theresa May divulgou a resolução na semana em que presidentes e primeiros-ministros da Commonwealth participaram de uma reunião em Londres. A chamada Commonweath é uma organização composta por 53 países membros independentes que, no passado, fizeram parte do império britânico. A ideia da primeira-ministra é estimular e influenciar estas outras nações a também tomar medidas no combate ao plástico.

Com informações do The Guardian e The Telegraph via http://conexaoplaneta.com.br

Pode interessar

Projeto Ocean Clean Up promete limpar o lixo dos oceanos até 2020.

http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2017/02/projeto-ocean-clean-up-promete-limpar-o.html


Oceanos, a indústria pesqueira e a 6ª era da extinção

http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2016/02/oceanos-industria-pesqueira-e-6-era-da.html

Tomar água nos dá vida e tomar consciência nos dará água!

http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2016/03/tomar-agua-nos-da-vida-e-tomar.html
Dizy Ayala

Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  

Faça parte você também da construção de um mundo mais compassivo, 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e as outras espécies que o dividem conosco.

Adquira o seu exemplar de Uma Escolha pela Vida 
através do e-mail dizyayala@gmail.com ou pelo Whats App (51) 981085255
e nas livrarias SARAIVA, CULTURA e VANGUARDA.

Mais infirmações no link




Nenhum comentário:

Postar um comentário