segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Marcas tradicionais lançam produtos para público vegano


Marcas tradicionais lançam produtos para público vegano


Por Dizy Ayala

Mudança no comportamento do público consumidor gera nova demanda por parte do mercado, inclusive das marcas tradicionais.

O consumidor está mais atento às questões de saúde e tem demonstrado um maior interesse por uma alimentação mais saudável, onde o alimento é tido como fator de prevenção de doenças e qualidade de vida.

Esse perfil consumidor não se deixa envolver apenas por apelos publicitários, ele busca certificar-se daquilo que procura e tem preferências específicas nas escolhas de compra. Há toda uma nova oferta de produtos inovadores, de novas marcas que estão a ocupar as prateleiras, bem como os e-commerces, que intencionam atender esse novo público consumidor.

Um exemplo disso é o aumento significativo da preferência pelos leites vegetais e o investimento de marcas tradicionais como a Nestlé que criou uma linha própria de leites vegetais, a Nesfit, que publica receitas de bebidas, smothies, shakes e pastinhas na plataforma Instagram, diariamente.


Em face uma maior informação do público consumidor sobre os malefícios do leite bovino e o crescente número de casos de intolerância à lactose, pesquisas apontam um declínio de 47% no consumos de leite de vaca. Saiba mais em Pesquisas apontam queda no consumo de leite de vaca.
http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2016/05/pesquisas-apontam-queda-no-consumo-de.html

Sorvete Soy da Trivially é mais um exemplo de opção sem leite de vaca.
Receita caseira de sorvete http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2015/12/sorvete-instantaneo-de-banana-facil-de.html


Massas da tradicional marca Mossmann, uma das únicas a ter opções sem ovos e sem leite, bem como a marca Orquídea, ampliou sua linha de produtos com grãos integrais, incluindo quinoa, aveia e arroz em substituição ao trigo. O que permite mais opções também aos celíacos (pessoas intolerantes ao glúten).


Cookies do Carrefour tem opções nos sabores baunilha e gotas de chocolate,  sem leite e sem ovos.


A Dr. Otker lançou uma linha de gelatina, Meu Lanchinho, de origem vegetal, alga carragena, sem ingrediente de origem animal com mesma consistência e sabor da tradicional. A gelatina tradicional é feita a partir do descarte do que resta da indústria de carnes: cartilagens, vísceras e tendões.


A Superbom, indústria brasileira de alimentos orgânicos e de origem vegetal, com seus bifes vegetais enlatados ganharam as prateleiras da rede Carrefour e Bourbon de supermercados.
Aguardamos ansiosamente pela linha de queijos veganos!


A água de coco concorre na preferência pelos refrigerantes. Segundo pesquisa realizada pela Nielsen em maio deste ano, a água de coco caiu nas graças do consumidor e é  considerado o novo básico nas compras. A Obrigado! investiu recentemente em campanha com a modelo e atriz Grazi Massafera, e ampliou sua distribuição por todo território nacional, atendendo à preferência nacional.



Também do ponto de vista do consumo cruelty free, a marca Natura assumiu este mês, compromisso público de que seus produtos não fazem testes em animais. Aguardamos a certificação junto à ANVISA como garantia. Saiba quais as marcas que não testam em animais e marcas veganas
http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2016/04/lista-de-produtos-nao-testados-em.html

A procura por produtos veganos só faz crescer. Cada vez mais pessoas tem tomando consciência sobre a importância de uma alimentação saudável, de diminuir impactos ambientais e preservar a vida em suas variadas formas. Experimente você também!


Dizy Ayala


Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com




Faça você também um consumo consciente 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e às outras espécies que o dividem conosco.
Adquira o seu exemplar de Uma Escolha pela Vida.

Informações no link



2 comentários: