sábado, 12 de setembro de 2015

Por uma Sociedade Sem Peles Animais


Por uma Sociedade Sem Peles Animais

Por Dizy Ayala
12 de setembro de 2015


Todos os dias milhares de animais são mortos por suas peles.
São martas, chinchilas, focas, raposas, coelhos, entre outros.

Alguns desses animais são selvagens e são caçados, porém não são abatidos a tiro.

As focas são mortas a pauladas, uma maneira cruel de manter a pele intacta.
A preferência, inclusive é pelos bebês, pois sua pele é bem branquinha.

Animais de mata, como raposas, guaxinins e linces são capturados pelas terríveis armadilhas que prendem e estraçalham suas patas numa morte lenta e dolorosa. Quando não são caçados por cães que são adestrados para esse fim. Também os cães sofrem ferimentos graves nessas caçadas.

Outros mamíferos são criados em cativeiro, em verdadeiras fábricas de peles. Os animais são criados em jaulas, sem jamais terem tido contato com seu habitat, e quando atingem seu grau de maturação são eletrocutados por via anal ou genital para serem abatidos e então esfolados.

No que diz respeito a coelhos, cães e gatos, muitas vezes, lhe são arrancados os pelos com o animal ainda vivo!

Esse método também é adotado pela atroz produção de travesseiros e edredons de penas de ganso e patos. Gansos e patos na indústria de penas são depenados quatro ou cinco vezes durante suas vidas curtas, duas a três vezes por ano! Durma-se com um barulho desses! Muitas dessas penas também são, absurdamente, utilizadas para adornos, como asas de anjo em cultos religiosos.

A mesma prática de depenar é utilizada para obter penas de diferentes espécies, como pavões, araras e papagaios para fabricação de fantasias, em festas da cultura popular, como o carnaval.

Quanto aos pêlos, muitos são utilizados, sordidamente, para a confecção de bichinhos de pelúcia!

A PETA sugere que aqueles que tenham qualquer pele em seu armário a entreguem à ONGs de proteção animal para que tenham um bom destino como, por exemplo, servir de forro de cama para animais em abrigos, e dessa forma assegurando que elas nunca voltarão ao mercado ou serão usadas por humanos novamente.

Outras recomendações, atenção:
No que diz respeito à lã, ovelhas podem sofrer negligência, fome e mutilações sangrentas. Tendo em vista que a extração da lã é apenas uma das funções na criação desses animais, seu fim será o abate para a produção de carne.

Na obtenção do couro de boi e vaca, não bastasse o sofrimento animal, o processamento desse couro é altamente tóxico fazendo uso de produtos químicos que contaminam solos e rios com a ação dos curtumes. São mais de 90 elementos, incluindo o cromo III.

Algumas empresas desenvolveram como opção o chamado couro ecológico, que diminuiu a quantidade de químicos na sua produção, só não conseguem mascarar o sacrifício animal, pois afinal, continua sendo couro animal.

Comprar jaquetas, bolsas e sapatos feitos de material sintético é uma atitude de respeito à 
natureza e uma forma de ajudar a poupar a vida de muitos animais.

Cobras, lagartos e crocodilos precisam das suas peles muito mais que qualquer pessoa precisa de um par de sapatos ou uma bolsa. Os animais de sangue frio sofrem tanto quanto os mamíferos quando são esfolados vivos por suas peles. Costumam ser espancados até a morte ou pregados a uma árvore para ter a sua pele descascada lentamente.

A partir do momento que se sabe sobre essas práticas, torna-se incompreensível a continuidade do consumo de peles animais por pessoas sensatas e minimamente compassivas.

Seja ético e use sintético! 
Saiba as marcas de calçados e acessórios em material sintético
http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2016/04/marcas-de-calcados-e-acessorios-em.html

Há tantas opções de materiais vegetais!
Saiba mais em 
http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2015/08/a-revolucao-do-couro-vegetal-e-as.html


Dizy Ayala


Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Formanda em Publicidade e Propaganda -  
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Páginas no facebook
Uma Escolha pela Vida
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com


Faça você também um consumo consciente 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e às outras espécies que o dividem conosco.
Adquira o seu exemplar de Uma Escolha pela Vida.

Informações no link

Nenhum comentário:

Postar um comentário