domingo, 21 de dezembro de 2014

Dia Verde! Porque a causa animal também é uma questão ambiental!


       Porque a causa animal também é uma questão ambiental!

Dizy Ayala

Cada vez mais, o mundo todo está atento às questões relacionadas com o meio ambiente e os recursos naturais, aqueles mesmos que são vitais para nossa sobrevivência, como a água, ar e o solo fértil para produção de alimentos. Muitos desses recursos estão ameaçados e já podemos sentir os efeitos dos danos cometidos à natureza. Falta de água, aumento no custo de vida, no preço dos alimentos, crescente poluição, desequilíbrio no clima, dentre outros.

Há uma grande preocupação no que diz respeito ao avanço da industrialização e a consequente degradação de florestas, rios, solo e o ar que respiramos.
Toda uma cadeia produtiva vem colapsando ao ponto de termos o eco de crises energéticas destes recursos vitais para nossa sobrevivência no planeta.

O que pouca gente sabe é que a principal causa do desmatamento, poluição de rios, solo e ar é a pecuária.



Dos 70% desmatados na Amazônia, apenas 5% servem para a agricultura, os outros 62% são para a pecuária,  onde a área de pastagem, em apenas 3 anos, tem o solo degradado e impróprio para qualquer tipo de produção! Com isso, o desmatamento avança desenfreadamente!
http://oglobo.globo.com/politica/pecuaria-responsavel-por-62-do-desmatamento-na-amazonia-diz-estudo-2703638

Indústria da pecuária na Amazonia é o maior vetor de desmatamento do mundo
http://www.greenpeace.org.br/gado/gado_amz.html

O lixo da pecuária supera o da indústria, o lixo civil e da construção juntos.

O gás metano emitido no meio ambiente pelo gado é 40% maior que a emissão de carros e fábricas juntos e é mais prejudicial que o dióxido de carbono.
Também os dejetos e o sangue dos animais adentram em solos e rios, deteriorando-os.

Atente ao fato de que se há produção de carne, desses animais abatidos, também o couro será manufaturado pela indústria, o que significa a ação de curtumes e todos os seus agentes químicos tóxicos, dentre eles, o mercúrio, agindo e degradando mais uma vez solos e mananciais.

As mudanças climáticas também estão diretamente relacionadas a toda essa atividade de exploração e degradação dos recursos naturais.

A Verdade Mais do que Inconveniente, produção da ilustre deputada e ativista holandesa Marianne Thieme do primeiro partido no mundo pelos Direitos Animais realizou um verdadeiro dossiê sobre o relatório do clima de Al Gore em sua análise profunda sobre o papel do consumidor e suas escolhas diárias de consumo, como agente de mudanças no cenário produtivo e sustentável mundial.




Quando países como o Brasil, propõe evitar avanço em áreas de campo e floresta por opções de confinamento de animais, como medida sustentável, basta olhar para a Europa e Ásia, que tendo experimentado essa prática viveu os episódios da Vaca Louca e Gripe Aviária. E hoje propõe outros hábitos alimentares, ecológicos e saudáveis.

Enquanto a produção de grãos é, em sua grande maioria, algo também na casa dos 70%, desviada para a produção de ração para esses animais em confinamento, assim como a água própria para o consumo, ao invés de abastecer a população humana, 850 milhões de pessoas passam fome no mundo!

1 EM CADA NOVE PESSOAS PASSA FOME NO MUNDO! dados da FAO, a Organização das Nações Unidas para alimentação https://www.fao.org.br/sustentabilidade.asp


Dados acima descritos foram obtidos do Instituto Peabiru, INPE, Imazon e FAO (ONU)


Há que se considerar, urgente, uma mudança de hábitos!


Por que desviar, as principais fontes de proteína vegetal e a água para alimentação de animais ao invés de alimentar as pessoas?

Por que infligir confinamento, maus-tratos e por fim a morte para milhões de animais para que seus corpos sirvam de alimento para que alguns comam carne enquanto a maioria passa fome?

Você tem ideia de quantas doenças estão atribuídas ao consumo de carne?



Uma vez que o homem adoece o corpo dos animais e se alimenta desses corpos, também ele adoece.
Quando você faz a escolha por mudar sua dieta e retira a violência do prato, rompe com toda essa cadeia "produtiva" destrutiva.

O veganismo é uma proposta de vida sustentável, saudável e compassiva. Retira alimentos de origem animal da dieta e com isso tem um amplo leque de opções de alimentos vegetais, saudáveis e saborosos, e também usa produtos de vestuário, higiene, cosméticos sem ingrediente animal.

Países desenvolvidos vem despertando para urgência em sermos unos com a natureza e não predadores insanos onde comprometemos nossa própria sobrevivência. Onde tantos absurdos e insanidades são cometidos, acima da moral e ética, por um pensamento de supremacia sobre as outras espécies. Animais que são considerados apenas um ingrediente e são na verdade seres sencientes, sentem dor, medo e afeição assim como cães, gatos e mesmo os humanos.

No Brasil, já somos 10% da população entre vegetarianos e veganos!
É possível experimentar novos sabores e abrir caminho para novos hábitos!
Precisamos definitivamente percorrer novos caminhos para construir um novo mundo
com mais igualdade e justiça!

Cabe a cada um de nós essa escolha!




sugestão de video









Defensora e Ativista dos Direitos dos Animais,
Formanda em Publicidade e Propaganda
Grupo Ação pelos Direitos dos Animais  no facebook
Blogueira, Vegana.



Dizy Ayala
Ação pelos Direitos dos Animais

Nenhum comentário:

Postar um comentário